Quinta-feira, 29 de Março de 2007

Acta da Assembleia Geral de 24 de Março de 2007

Acta da Assembleia Geral Ordinária da Associação Por Santiago
(Acta nº2)
 
Reuniu no dia 24 de Março de 2007, pelas 21.30 h, nas suas instalações situadas nos Quartéis de Baixo, a Assembleia Geral da Associação Por Santiago, com a seguinte Ordem de Trabalhos:
        
         1. Apreciação do Relatório de Contas de 2006
         2. Eleição dos Corpos Sociais para 2007
 
A Mesa da Assembleia foi constituída pelo Dr. João Ferro (Presidente) e pelos Srs. Luis Mariano e Paulo Soeiro (Secretários).
 
Antes ainda da ordem de trabalhos, um grupo de sócios questionou a legalidade da votação. Após um curto debate sobre o tema chegou-se à conclusão que a Assembleia estava convocada desde o dia 14 de Janeiro e que deveria prosseguir normalmente, não tendo sido colocada à Mesa qualquer proposta que questionasse o bom funcionamento da referida reunião.
 
Ponto 1
 
O Sr. Luís Mariano, como porta voz da Direcção cessante, fez um resumo da actividade da Associação desde a sua Comissão Instaladora até ao presente. Foi ainda divulgado aos sócios/as o estudo preliminar sobre a requalificação do Bairro de Santiago.
A Direcção considerou que o rol de iniciativas realizadas (festas, inauguração da sede, ciclo de cinema, equipas de futebol, iniciativa de Natal, etc.) foi muito positivo embora admitisse falhas na gestão de sócios, contactos com a imprensa, assim como um atraso significativo na abertura do espaço Internet. Ainda assim a Assembleia concordou com o facto de ter havido mais iniciativas e actividades neste último ano do que na última década.
 
No que concerne ao Relatório de Contas apresentado pela Direcção ao Conselho Fiscal – e que este aprovou por maioria – foi manifestada a dificuldade em fazer um balanço preciso devido à falta de documentos de suporte contabilístico. Foi salientado o facto de, neste momento, a Associação ter um acordo com a CME ao nível do apoio ao desenvolvimento associativo o que vai obrigar a um maior rigor financeiro e transparência de processos.
 
Sobre este assunto o Sr. Apolinário Arvana destacou a necessidade de um maior controlo da documentação contabilística de modo a permitir que para o ano se consiga publicar um Relatório de Contas esclarecedor.
Alguns sócios manifestaram o seu desagrado pela maneira como tem sido recolhidas as quotas. A Direcção assumiu as suas culpas e comprometeu-se a resolver este problema no mais breve espaço de tempo possível.
 
Ponto 2
 
Neste ponto foi divulgada a lista apresentada a sufrágio assim como os principais pontos programáticos que norteiam os seus elementos.
Seguiu-se o debate tendo intervindo vários sócios.
 
O Sr. Paulo Soeiro destacou a necessidade de se ultrapassarem pequenas questões de pormenor em prol da resolução dos grandes problemas que afectam o Bairro.
 
Dado por fim o debate – e dado que a urna esteve aberta também durante a tarde – votaram os sócios que ainda não o tinham feito, após o que o Presidente da Mesa abriu a urna e procedeu à contagem dos votos:
 
Relatório de Contas 2006:
         Favor – 16   Contra – 0   Brancos – 2
 
Corpos Sociais:
         Favor – 18   Contra – 0  
 
 
Relatório de Contas 2006
 
“A conta bancária foi aberta (525,00 €) nas vésperas das Festas de 2005 com verbas provenientes de alguns apoios e patrocínios para as mesmas. Não tendo havido nesse ano mais iniciativas que dessem lugar a despesas, foram ainda gastos 314,19 € na pintura e recuperação dos quartéis e 184,68 € em despesas de legalização da Associação. Findo esse ano o saldo bancário era de 655,65 €. À falta de outros documentos este é o balanço possível do ano de 2005.
Em 2006 foram realizadas várias actividades sem o necessário orçamento e balanço. A Direcção da Associação avançou para iniciativas sem fazer a previsão dos custos nem – finda a actividade – saber fazer (por falta de documentos) o necessário balanço.
A Sardinhada de 2006 apresentou um saldo negativo de 778,49 € e as Festas que se lhe seguiram um lucro de 416,09 €. Na equipa feminina de Futsal foram gastos 280,83 €. Para o stand do Estremoz Solidário gastaram-se 83,00 €. Com as iniciativas de Natal de 2006 foram gastos 206,39 €. Houve ainda despesas de economato, manutenção da Conta CCA, EDP, etc., no valor de 175,73 €.
Cabe aqui salientar que desde Julho de 2005 a Dezembro de 2006 recebemos apenas 200,00€ de apoios (150,00 € da Junta de Freguesia de Santo André e 50,00 € da Caixa de Crédito Agrícola).
 
Conclusão
 
Passado o período de arranque, já conseguimos concorrer – no âmbito do Plano de Apoio ao Desenvolvimento Associativo da CME – a fundos para este ano de 2007 assim como estabelecer parcerias com outras instituições e empresas. A situação financeira não sendo famosa é estável e permite desenvolver projectos de gestão financeira mais adequados à nossa realidade.
O saldo actual da conta bancária é de cerca de 750,00 €.
 
Contamos, a partir de Janeiro deste ano, poder apresentar um relatório de contas analítico, mais rigoroso e conciso. O seguimento de boas práticas contabilísticas é não só exigido por lei como pela CME no âmbito da atribuição de subsídios. O uso racional das verbas atribuídas pelas instituições assim como as quotas dos sócios devem ser alvo de uma administração cuidada e clara.”
 
 
Corpos Sociais eleitos
 
Direcção
Filomena Menezes, José João, António Pataco, Hugo José, Luis Mariano , Vasco Menezes, José Mariano, Jerónimo Menezes, Rosaria Barradas.
 
Mesa da Assembleia Geral
João Ferro, Paulo Soeiro, Luis Mariano.
 
Conselho Fiscal
Apolinário Arvana, João Vieira, Sandra Plácido.
 
Por estar conforme vão os membros da Mesa e demais Sócios/as presentes assinar esta Acta:
 
O Presidente da Mesa:
 
 
Os Secretários:
 
 
Os Sócios e Sócias Presentes:
publicado por Luis Mariano às 11:29
link do post | comentar | favorito
|

Associação Por Santiago

Terreiro do Loureiro - Quartéis de Baixo, 26 7100 - 511 ESTREMOZ Tel 268 324 003 por.santiago@netvisao.pt

Já por cá passaram

Free Hit Counters
Free Counter

RSS

 Subscribe in a reader

Por aqui...

online

Por cá estamos assim...

Weather Forecast | Weather Maps

Missão

Esta página tem por missão, divulgar as actividades da Associação Por Santiago e retratar tão fielmente quanto possível a realidade do Bairro. Serve também para disponibilizar um conjunto de documentos e de reflexões sobre o Bairro, nomeadamente da sua Associação. A zona histórica de Santiago (tal como o Castelo a mais antiga de Estremoz), merece melhor: da parte dos poderes central e autárquico, da parte das instituições da cidade e também da parte dos estremocenses em geral. Este contributo, necessáriamente pessoal, apenas reflete as opiniões do seu autor e único responsável. Ao contrário dos primeiros meses de existência, este espaço assume agora - em pleno - a sua condição de blog: está aberto a todas as participações. Em baixo encontrará alguns dos filmes das nossas iniciativas (para uma pesquisa mais exaustiva, vá a www.youtube.com e pesquise "Santiago - Estremoz") . Ao lado haverá opiniões, críticas e aplausos. Obrigado pela vossa visita. Luis Mariano (lmariano@netvisao.pt)

pesquisar

arquivos

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

As nossas actividades